domingo, setembro 24, 2006

Como ser linchada na Guarda! ou o G da Discórdia.


Vou eu em passeio turistico e de repente, ao longe, vejo uma escultura elegante, uma beleza de formas femininas e sedutoras... (a minha mania de fazer associações vem ao de cima e vejo imediatamente uma mulher ali sentada numa pose natural mas muito atraente)... pois, pensar era possível, o que não se podia era dizer!
Eu desbocadamente lá expressei a minha admiração. Ai que ía sendo linchada.
Então não fui justamente admirar o G da discórdia?
Que tenha sido demasiado caro, que a rotunda ali, com aquela elevação de terreno possa não ser adequada, que haja outras prioridades... nada disso eu discuto. Mas eu gostei!
Pois eis que fui de imediato instada, tal qual S. Pedro, a negar três vezes a sua beleza. Pronto, transformei-me num autêntico talibã. Daí para a frente, a forma da minha amiga Isa me apresentar a qualquer pessoa, para que não restassem dúvidas sobre a minha natureza maléfica de alvo a abater era:
«Não vai acreditar, ela disse que gostou do G!»
Eis que voltava o convite em tom de ameaça a que desdissesse de imediato tal sandisse.
Acreditem, temi ser apedrejada amarrada ao G!
hummm e poderiam tantas melhores razões para merecer um apedrejamento!
dass

1 comentário:

GAJO DO INTERCIDADES disse...

UMA MULHER!!!
A MIM PARECE-ME MAIS UMA TORNEIRA DA ROCCA.

MAS É UMA VISÃO...

QUEM VÊ IMPERADORES NAS ROCHAS!!!
JÁ NÃO DIGO NADA...
BJS

eXTReMe Tracker