segunda-feira, dezembro 11, 2006

Quero saber!

Descobri mais uma boa razão para ler «Rio da Glória» de Possidónio Cachapa. Elucidem-me lá, se por acaso já leram.

Marcelo Rebelo de Sousa considerou o livro notável (mas também ninguém acredita que leia tudo o que aconselha).
Ana Cristina Leonardo na «Actual», Expresso, desfaz literalmente assim o livro:
«(...) Chamem a Rebelo Pinto, que ao menos percebe de marcas e sempre é menos misógina.»
«Como aplicar os critérios da crítica quando o objecto foge ao literário?»
«Restam-nos as palavras avisadas de Pedro Oom: "Pode-se escrever nada/ Pode-se escrever com nada/ Pode-se escrever sem nada/ Pode-se não escrever." E pode-se, com certeza, não ler».
Bem... eu já tinha escrito por aqui que queria ler o livro... e não há nada como a nossa própria opinião, mas irra que fiquei abismada! Esta senhora seja lá quem for e tenha ou não razão, que eu espero que não tenha já que pretendo ler o livro:
1 - não gostou do livro;
2 - não morre de amores pelo autor;
3 - acha a sua crítica uma certeza;
4 - crítica construtiva? Já ouviu falar mas não usa!
dass

5 comentários:

Anónimo disse...

por favor
visita
bordonsergio.blogspot .com
molto brigado

Zulmiro disse...

É como muito gente "de direita": Saramago é comunista, logo, não sabe escrever...

cfreitas disse...

Possidónio ai Possidónio quanto mais és menos enxergas!

Anónimo disse...

o livro do possidónio é abaixo de cão. e se ele andou a passear no brasil com uma bolsa do estado (com o dinheiro de todos nós, portanto) para escrever aquilo, quando for grande tb. quero. não terá sido por acaso que a Assírio, a partir do 3º livro, lhe recusou lugar na casa. Os primeiros não são maus... mas o resto é tão medíocre como a Rebelo Pinto. Mas como isto é um país machista, a rapariga leva pancada e ele ganha bolsas. tenham dó.

Anónimo disse...

INSERT

eXTReMe Tracker