domingo, outubro 29, 2006

Prostitutas de Guerra

Segundo o semanaário Sol, a presidente de câmara de Alemere, na Holanda, defendeu a integração de prostitutas nas missões militares para satisfação das necessidades dos soldados.
Desculpem lá, mas eu tenho algumas dúvidas, que talvez alguém saiba esclarecer, nomeadamente a senhora presidente, que é certamente leitora assídua deste blog:
1.º - Quem paga às prostitutas, o exército ou os próprios soldados consoante utilizem o serviço? Para que todos percebam, as prostitutas serão SCUTS (à borlix) ou introduz-se o princípio do utilizados pagador e têm portagem?
2.º - O recrutamento das prostitutas será por concurso público? Deve ser interessante esse aviso de concurso...
3.º - Havendo soldados femininos também há prostitutos?
4.º - As mulheres dos soldados vão ter oportunidade de referendar esta medida?
dass

11 comentários:

Onde há Galo... disse...

Não li a notícia mas, como tenho larga experiência em concursos públicos, julgo que neste caso se vai adoptar uma antiga lei portuguesa, com a respectiva correcção monetária. Assim:
1: Mão na mão - 5 €
2: Mão naquilo - 8 €
3: Aquilo na mão: 10 €
4: Aquilo naquilo: 20 €
5: Aquilo atrás daquilo - 25€
6: Aquilo na boca - 30 €
7: a língua naquilo - 35 €

Boa semana

jls disse...

Só serão SCUT's respeitando o principio destas (aquele que serve para utilizar conforme dá jeito): Quem não tiver alternativa, o solteiro sozinho, não paga; quem não tenha atingido um certo patamar de desenvolvimento "na matéria" - leia-se os soldados inexperientes ou mm virgens - não pagam! E, seguindo a sugestão do "onde há galo", quer dizer... nada de publicitar isso, senão ainda alguém, por cá, agarra o exemplo para combater o défice!

Gaivota disse...

Notável o post! É um gosto visitar este novo blog.

Anónimo disse...

Eu como utilizador frequente deste tipo de serviços acho que quem utiliza deve pagar. Prostitutas à borla? Eu sei lá, se me apetecer pagar...

Caga-Boi disse...

Cá para mim, a tal presidente de Câmara pretende mudar de ramo...

Ricardo disse...

Como não sou adepto das SCUT's, acho que deve ser aplicado o principio do utilizador pagador.
Mas como os militares têm descontos em tudo e mais alguma coisa... se calhar os preços do "onde há galo" baixavam para 1/4.
QUERO IR PÀ GUERRA!!!!
hehehe

Anónimo disse...

A dita presidente, não faz mais que sugerir a aplicabilidade às prostitutas, do velhinho ditado "De quem vai à guerra... dá e leva "

40 disse...

Sempre seria melhor os soldados term prostitutas à ordem do que "assistir" às violações que os mesmos cometem sobre as mulheres do inimigo...

alentejodive disse...

Venho agradecer e retribuir a visita e o simpático comentário que deixou no "Alentejanos da Cuba", em http://cuba-alentejo.blogspot.com
a propósito da homenagem a Cristóvão Colon.

Saudações alentejanas.

Paulo Dâmaso disse...

Acima de tudo é preciso satisfazer o cliente! lol

Tuga estacionado no Feganistão e cazado! disse...

Quando é que elas chegam?

eXTReMe Tracker