quarta-feira, agosto 22, 2007

Um post impopular contra uma medida popularucha

O Governo afinal assume que houve inércia da GNR na herdade da Lameira ou assume algum outro tipo de responsabilidade?
É que se não existe qualquer motivo de imputação ao Estado pelos danos sofridos pelo agricultor como é que o Ministro da Agricultura pode disponibilizar apoio jurídico «do ministério», eu traduzo: «dos contribuintes», para apoiar o agricultor no processo crime contra os Autores da destruição e no pedido de indemnização civil a formular contra os mesmos?
Que eu saiba os cidadãos têm direito a «Protecção Jurídica/Apoio Judiciário», regulado por Lei; que é, por definição, igual para todos, desde que preencham os respectivos requisitos! Mas o pedido dá entrada nos Serviços da Segurança Social e não no Ministério da Agricultura... curiosamente.
Claro que tudo isto pode ser postergado por uma decisão à medida do populismo, do agrado da opinião pública ou do esvaziamento de críticas da oposição, também elas pouco avisadas.
Pois é Dr. Sócrates... veja se chega cá a tempo do funeral do seu Governo... é que nestas coisas a tradição diz que a missa deve ser de corpo presente.
dass

2 comentários:

RMG disse...

Houve nada inercia! Então o MAI disse na TV que a GNR não podia intervir por ser um crime semi-publico. Para o sr Rui Pereira, a policia só deve actuar depois dos crimes, nunca antes e nem pensar sequer em actuar durante, com ou sem TV a filmar. Primeiro apresenta-se queixa, depois chama-se a Guarda.
Graças a Deus que não aqueceu o lugar no TC.

Guimaraes disse...

Qual é a admiração?
Ainda há dias um senhor que encomendou o assassinato da esposa foi absolvido, porque o acto não foi concretizado, embora se comprovasse a encomenda.
É segurança "á posteriori".

eXTReMe Tracker