quarta-feira, agosto 15, 2007

Nós por cá...

Na Sexta-feira dormi uma sonequinha à noite em ambiente diferente mas familiar... por isso o fim-de-semana começou no Sábado. Já depois de ter descoberto a verdadeira razão que levou as feministas a queimar lingerie!
Sábado com jantar... ou melhor, com jantar sem mesa marcada, sem lugar em nenhum restaurante pretendido e com os meus inevitáveis horários desfazados... Mas quem é que se preocupa com as horas a um Sábado à noite? Eu até tenho intenção de estar pronta a tempo, mas o problema é que no mundo da lua o tempo não é igual...
Mal entro no restaurante dou-me com uma mesa enorme com algumas pessoas que faziam parte de um grupo em que me integrava na adolescência... ora bolas, bem que podia estar lá o primeiro amor da minha vida. Só queria saber se ainda reconhecia a minha paixão platónica ou se ele sofreu uma metamorfose monstruosa... aconteceu a várias ex-paixões de amigas minhas que não eram assim tão apaixonados por elas. Pelo sim pelo não, como vêem eu conservo essas amigas sempre. Que isto sem maldição já não é famoso!
O restaurante até deve servir bom bacalhau... o problema é que não comemos bacalhau! Foi bom para a dieta. E depois há sempre aquele toque especial dos engenheiros (muito especial, o problema são os pequenos engenhos, os grandes mistérios de mecanismos simples, como fechos)... aquele jeitinho de mãos... «está quente? deixa estar que eu agarro!» ZZZZás a passar a noite inteira agarrado à garrafa de vinho, armado em frapé, não propriamente para beber, mas porque estava gelada e aliviava a queimadura. Valeram os miminhos da mulher e o creme para queimaduras!
De seguida uma calorosa mas demasiado curta passagem no Zeit. Com direito a um belo presente... mas um presente que merecia vir acompanhado de uma caixa de comprimidos para a depressão e um pacote familiar de lenços de papel!
No Studio Bergas eis a amiga A de Cinderela! Ooooppss que lá se foi um salto... mas estava lá o amigo R, há engenheiros que são excepções, o cavalheiro pega ao colo, encaixa o salto e ainda calça a princesa... sim, em pleno bar. Ah, claro que os pregos do salto caído ainda serviram de inspiração para expulsar gente que estava a mais no quarto de banho... ui que medo!
Só um trio feminino chegou ao Bergantim... nunca mais como esparregado! Fui prensada e esmagada, fiquei solidária com as pobres folhas verdes. Mesmo para quem, como eu, não é grande adepta de proximidades corporais, o contacto só se estranha nos primeiros cinco minutos. Depois já ninguém resiste à massagem, encosta mas não estragues! Torna-se complicado é quando o massagista de trás e o da frente resolvem encurtar os espaço ao mesmo tempo... meus queridos, agradeço a ajuda de emagrecimento... mas isto não é um gemido, são mesmo os pulmões a pedir uma bomba de oxigénio!
Um porco a andar de bicicleta? Não vi! Mas só podia ser o magano que estava a dançar de polo às riscas! Se ele tivesse as molitas nas calças eu ía apostar que era ele! Não pensem que numa discoteca cheia eu consegui atrair a atenção do pior exemplar presente, nada disso, era uma noite de sorte... ele devia ser o segundo pior! O problema é que o primeiro pior foi mais cedo para casa!
Mas apesar de o Bergantim estar cheio, a música e o ambiente estavam bons. Muita gente gira... Meninas: ao bar, ao bar, ao bar!
Mas Deus castiga! Anos e anos a pedir um homem alto, mínimo aceitável 1,90... e eis que o Divino resolve fazer-me a vontade. Aliás, muita vontade. Presenteou-me com todos os espécimes de 1,90 m à minha frente, a impedir-me de ver o que verdadeiramente queria ver! Eu mereço!
Uma horinha de dança e as meninas rumaram para casa...
dass

2 comentários:

ZZZZ disse...

Sim sim, estou melhor, obrigado pela preocupação... A vingança será servida FRIA!

Assunto Concreto disse...

Desculpe lá mas tem quota na espelunca?

eXTReMe Tracker