segunda-feira, dezembro 31, 2007

2008


2008, originally uploaded by dassblog.

Feliz 2008!

Que aconteça essa qualquer coisa que vos faça felizes e se é o sofrimento que nos faz crescer... como eu sou egoísta e tenho muito pouco mais do que um metro e meio, espero que não cresçam nem um centímetro mais.

dass

22 comentários:

Rato disse...

Profundo. Fiquei a meditar. Não és uma escritora 'light', pareces , mas não és!
PS: Não! Não estou a acordar! Já fiz 230Km!

mx disse...

optimo 2008... se tiveres de crescer, partilha com os amigos, crescemos todos e nao custa tanto... bjo

Anónimo disse...

" A vida é sempre mais bonita quando se vive doque quando se imagina... Faz com que os teus sonhos se tornem realidade.UM EXCELENTE 2008.
bjs da amiga A.

mariamarujo disse...

eu que sou maria como tu, acho eu porque o rato o diz, estou contigo nisso dos centímetros, para ver se em 2008 não olho tanto para cima ahahaha
um bom 2008.
cassamia

Duracell disse...

mas que linda dica a da amiga A...

jg disse...

"Small is beautiful"
Os gajos que as preferem grandes são do género dos que optam por carrinhas em vez dos carros.
Ficam sempre com aquele ar de quem vai levar um tabuleiro com um leitão e a sogra a passear.
Os "coupes" têm sempre outro encanto. E energia!!!

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

Paulo Dâmaso disse...

Feliz 2008

Com tudo de bom para ti. Mereces...

Beijo meu**

Simplesmente eu... disse...

BOM ANO!
e este até nem começou mal! O IGFPMJ pagou tanto no fim do ano como no inicio!

Rato disse...

DASS, deixei-te uma nomeação e um desafio na minha toca. encara-o como um elogio
(isto é uma mensagem tipo)

carlos freitas disse...

Entradas complicadas...nunca mais aparece em 2008!

Me and my big ass disse...

mas este vai ser o unico post de 2008??????? Em protesto vou fazer greve.

Rato disse...

Vejo que o jg é um profundo conhecedor das Normas SAE da série J, normas que tratam do interior dos veículos, sejam eles quais forem. E em especial da SAE J1100 que se refere às dimensões, altura dos assentos, posicionamento dos ocupantes, ...
Até aqui não é treta!
Os gajos que preferem as grandes, tamanho L ou XL, suponho que são esses ou tamanhos grandes, sabem que aquilo mais tarde ou mais cedo vai descambar em filharada, daí a preferência das carrinhas.
os gajos dos 'coupé', aqui na versão francesa, provavelmente por disfunção, não necessitam de área de crescimento, chega-lhes uma chiadelas de pneu na marginal.
Se posso comer maduro (porco), para quê papar verde (leitão)?
Para mim, Big is wonderful!!!

jg disse...

Ó Rato, que falta de maneiras, pá. Então a menina queixa-se de ser pequena e um gajo em vez de lhe dar mimo pôe-se a alardear que gosta mas é de bisarmas?!!
Tá mal... não pode ser assim. E mais, aquela coisa enorma da... Serena Williams, por exemplo, lá é alguma coisa?!!!!
Penitencie-se à anfitriã do blog que lhe fica mt bem. Vá lá.

Rato disse...

Psst, pssst... tá na hora! vá vamos lá a acordar!

Storm disse...

anybody home????
hello!!!
Feliz 2008 :)

Rato disse...

Agora que acordas-te. Vamos lá a soltar a língua!!

Rato disse...

jg, só me apercebi das queixas da altura, se é que de queixas se trataram, cada um é como cada qual e todos são como evidentemente, acho que era assim que se dizia...
Custa-me a crer que o 'ome' 'du cromagnon' tenha olhos pequenos, mesmo sabendo que é da Figueira!!!

Rato disse...

Leio no DN de 16 de Janeiro de 2008 na página 61 que os actores George Clooney (apresentam uma fotozeca do biltre) e Will Smith se ofereceram para mediar a crise dos guionistas americanos (USA).
A DASS deve estar em greve de solidariedade, uma coisa caída em desuso no salve-se quem puder do Portugal socrático!!
Espero que tenham sucesso.

Anónimo disse...

Fiqui à espera e nada. 2008, porquê? Continuo à espera dos seus comentários.
Um abraço

Capitão Merda disse...

De férias, Dass?

Rato disse...

DASS, vinte dias é uma eternidade!
Até o presidente da comissão europeia quando fugiu, deixou um sucessor designado e deu uma desculpa estafada!

Abandonares estes órfãos, assim, sem uma palavra de despedida.
Tá mal!!

Podias ter terminado com um poema, por exemplo este:

E depois do adeus

Quis saber quem sou
O que faço aqui
Quem me abandonou
De quem me esqueci
Perguntei por mim
Quis saber de nós
Mas o mar
Não me traz
Tua voz.

Em silêncio, amor
Em tristeza e fim
Eu te sinto, em flor
Eu te sofro, em mim
Eu te lembro, assim
Partir é morrer
Como amar
É ganhar
E perder

Tu vieste em flor
Eu te desfolhei
Tu te deste em amor
Eu nada te dei
Em teu corpo, amor
Eu adormeci
Morri nele
E ao morrer
Renasci

E depois do amor
E depois de nós
O dizer adeus
O ficarmos sós
Teu lugar a mais
Tua ausência em mim
Tua paz
Que perdi
Minha dor que aprendi
De novo vieste em flor
Te desfolhei...

E depois do amor
E depois de nós
O adeus
O ficarmos sós

(Paulo de Carvalho, José Niza, José Calvário - Esta canção serviu de senha de início da revolução de 25 de Abril de 1974)
ou este:

Adeus

Já gastámos as palavras pela rua, meu amor,
e o que nos ficou não chega
para afastar o frio de quatro paredes.
Gastámos tudo menos o silêncio.
Gastámos os olhos com o sal das lágrimas,
gastámos as mãos à força de as apertarmos,
gastámos o relógio e as pedras das esquinas
em esperas inúteis.

Meto as mãos nas algibeiras e não encontro nada.
Antigamente tínhamos tanto para dar um ao outro;
era como se todas as coisas fossem minhas:
quanto mais te dava mais tinha para te dar.
Às vezes tu dizias: os teus olhos são peixes verdes.
E eu acreditava.
Acreditava,
porque ao teu lado
todas as coisas eram possíveis.

Mas isso era no tempo dos segredos,
era no tempo em que o teu corpo era um aquário,
era no tempo em que os meus olhos
eram realmente peixes verdes.
Hoje são apenas os meus olhos.
É pouco mas é verdade,
uns olhos como todos os outros.

Já gastámos as palavras.
Quando agora digo: meu amor,
já não se passa absolutamente nada.
E no entanto, antes das palavras gastas,
tenho a certeza
de que todas as coisas estremeciam
só de murmurar o teu nome
no silêncio do meu coração.

Não temos já nada para dar.
Dentro de ti
não há nada que me peça água.
O passado é inútil como um trapo.
E já te disse: as palavras estão gastas.

(Eugénio de Andrade)

ou este ainda:

Adeus

É um adeus...
Não vale a pena sofismar a hora!
É tarde nos meus olhos e nos teus...
Agora,
O remédio é partir discretamente,
Sem palavras,
Sem lágrimas,
Sem gestos.
De que servem lamentos e protestos
Contra o destino?
Cego assassino
A que nenhum poder
Limita a crueldade,
Só o pode vencer a humanidade
Da nossa lucidez desencantada.
Antes da iniquidade
Consumada,
Um poema de líquido pudor,
Um sorriso de amor,
E mais nada.
(Miguel Torga)

Nunca são alegres as despedidas!!!!!

eXTReMe Tracker