sexta-feira, fevereiro 19, 2010

A propósito deste post... sigam o link para o post «fanado a O Cú do Mundo»

Para ver o post de O Cú do Mundo «Dar à Língua», carreguem no título acima, pois não percebo nada de links...

Estava eu, há uns dias, na minha terapia diária de «O Cú do Mundo», quando me deparo com »Dar à Língua».

Ai, ai, ai e tal, os homens são muito à frente, são liberais e o raio... e afinal, ficam sempre atrás (salvo seja... colo de costas, nada!).

Deixem-me abrir um parênteses de entrudo.
Não é que eu goste de homens vestidos de mulher no carnaval, (a bem dizer, a bem dizer tenho de repensar esta frase), mas devo confessar que ao ouvir na transmissão televisiva o nome do grupo de foliões da Figueira da Foz «cada um come o que quer» ou «cada um come onde quer», (não tenho a certeza do nome porque eu ouvi uma coisa mas uma amiga ouviu outra), estava perfeito e conseguiu arrancar-me uma valente gargalhada.

Mas e voltando à língua, os homens querem revolução sexual, acham que as mulheres devem ser liberais e ter brinquedos sexuais. Mas depois, vibradores sim, mas convém a mulher comprar do tamanho do dedo mindinho para o macho não se sentir ameaçado.
Ora, se era para ser mindinho, nem valia a pena, tinha ela própria indicador!

Depois vem esta vontade de querer proibir as línguas. Acho mal!

Ora vamos lá ver... grandes inteligências masculinas, porque será que se chamam «brinquedos» sexuais?
Porque, tal como os brinquedos para os meninos são DIDÁCTICOS!
O que significa: observem e aprendam!

Dass

1 comentário:

Eduardo disse...

É sempre bom a gente aprender ainda mais com tão excelente mestra

Beijo doce

eXTReMe Tracker