quarta-feira, fevereiro 24, 2010

Orlando Zapata


imagem de timesonline.co.uk
Orlando Zapata, preso político a cumprir pena numa prisão de Cuba faleceu após mais de 80 dias de greve de fome. Foi condenado apenas por ser dissidente, por não marchar por Fidel, preso pela eterna revolução libertadora.
São notícias destas, imagens como a que passa na SIC Notícias de um jovem, na Somália, a ser enterrado vivo, consciente e a ficar com os ombros, pescoço e cabeça de fora, para ser apedrejado até à morte, que, de facto, me conseguem tirar o sono e perceber que nem sempre sabemos o bem que temos, que há sofrimentos que não podemos sequer imaginar, valores que não podemos entender e que há animais incapazes da barbárie que alguns homens protagonizam.
dass

7 comentários:

Paulo Dâmaso disse...

Infelizmente, minha cara amiga, não vivemos no mundo perfeito...
E cenas destas repetem-se diariamente. Há quem, como nós, tente lutar contra estas injustiças mas, infelizmente, é preciso mais força. Mais vozes.
Beijo meu*

Anónimo disse...

Olá DASS
Completamente solidário com o seu post. De facto deveriamos todos refletir e debater mais, estes temas. Infelizmente dispendem-se muitas horas de debate futil na nossa comunicação social.
Um conhecido

Anónimo disse...

Guantanamo, diz-lhe alguma coisa?
Lamento a morte de Qualquer ser humano, mas assim como condeno esta morte, que lamento, quero manifestar o meu repudio pelos mortos provocados pelos EUA, dos alegados terroristas, que ainda nao foram julgados, por acaso.
Mas isso nao interessa, so interessa Cuba,Pais proscrito pelos ocidentais, incapazes de condenar os EUA, pelos mesmos crimes.
Chama-se a isso DEMOCRACIA.
Fernando Sotero

dass disse...

De facto Sr. Fernando Sotero não me conhece. Guantanamo diz-me alguma coisa, pareceu-lhe que eu disse que os EUA não violam direitos humanos? A violação de direitos humanos não tem nacionalidade nem localização e todas são condenáveis. Eu sou absolutamente contra qualquer tortura, qualquer manutenção de prisão sem Acusação e julgamento em prazo aceitável e condições de justiça e de defesa. O que não aceito é que só se possa condenar uma violação de direitos humanos fazendo o rol exaustivo de todas as outras, sob pena de ilegitimidade.

Rei da Lã disse...

O ser humano é uma aberração da natureza...

Anónimo disse...

Pois eu cá só tenho a dizer: PENSEI QUE ERAM OUTRAS COISAS QUE TE TIRAVAM O SONO!!!!

Pronto, e mais não digo. Vou ali e já venho!

Quintino Aires Camarinha

Anónimo disse...

De acordo, foi só para lembrar, que as Democracias, também violam os direitos humanos, mas, (porque será?)
livram-se de condenações públicas, talvez porque um Democrata aniquila um Terrorista e uma ditadura um dissidente...
Abraço do F.S

eXTReMe Tracker