quinta-feira, janeiro 15, 2009

300 minutos

Voltar a blogar sem passar pelo Natal e Ano Novo... impossível.

Espero que tenham recebido muitas prendinhas... vamos às desgraças.

Entrei para a Ursolândia aos 33 anos, o que é um bocadinho despropositado. Sim, uma das vantagens de encalhar (tem algumas!) é não ter de conter o vómito perante lindas ursinhas de peluche, de preferência com corações agarrados, pois bem... os ursos apanham-nos mais cedo ou mais tarde, vão por mim.
Visitinha a casa dos avós... rendeu um lindo relógio chinatownantigo à minha mana... e estava eu tão divertida a cumular o relógio com as cuequinhas de algibeira que ela recebeu o ano passado... quando eis que o relógio surge num quarto que supostamente é meu!
Eu que acho sempre que cometo pecados para reencarnar pelo menos mais 7000 vezes, desconfio que os pago a uma velocidade tão assustadora que ainda esgoto tudo nesta encarnação.
Os de 2008 foram pagos a gramar a Júlia Pinheiro e os fadinhos das crianças, ainda fiquei com crédito! Sim, porque podia não ter tido direito a festa... ou festas... mas ao menos ter visto o Zé Carlos, mas resolvi fazer a tempo uma boa acção em 2008 a favor da mamã.
Naturalmente que se cumpriu a tradição e fui brindada com a cuequinha nova para usar na noite de passagem de ano. Nada de azul... vermelha! Estava a coisa a correr tão bem, com a minha mãe a dizer, para a tua irmã não comprei nada disso, que ela é mais conservadora e não usa. Já estava eu a sentir-me proprietária de uma lingerie digna de passerelle, quando me sai da lata um string com um tweety!
Credo! à minha irmã calhou o quê? Um Noddy? Ou um transfer do Manoel de Oliveira?
Mãe... como é que eu te vou explicar isto? O segredo do meu insucesso não tem nada a ver com tendências pedófilas!
Estava eu pensar este ano é que é, sim, porque descobri em vésperas de passagem de ano uma estrela muito muito brilhante, e eis que da minha cama achei que era um sinal. Vai de inundar a mesma com milhares de desejos... depois de um rosário inesgotável, achei que nada poderia ser mais perfeito do que a estrela cair... e esperei, desejei com muita força, cai, cai, cai... ela desapareceu por trás da chaminé do prédio da frente, voltou a aparecer... e se a mente fosse forte eu tinha mandado para o além umas duzentas almas encomendar os meus desejos, porque obviamente a minha estrela era um avião! Irra! Até os desejos me boicotam. Eu queria muitas mudanças... mas não era preciso tornar-me terrorista!
Já passou um ano desde o primeiro dia no apartamento... consegui não festejar, mas também não ser expulsa pelo banco, o que é bom! Saldo positivo.
Tenho de fazer um grande pedido aos cientistas, engenhocas e afins... por favor, nada de tecnologias avançadas, não ensinem os sacos de água quente e de sementes a enviar sms, nem emails... é que eu gosto de ter a cama quentinha.
dass

7 comentários:

Anónimo disse...

Não me livro das visões de passarinhas amarelas!!!
Perdão, passarinho. O tweety é um "ele"? Nem sei.

Dexter disse...

Fico muiiiito satisfeito pelo regresso à blogosfera!!!!! Despeço-me no entanto já...... até daqui a dois meses..... ahahahha.

Anónimo disse...

Piu, piu, piu, piu, piu...



;)

Anónimo disse...

Então?

Veni, vedi, morituri? :)

Pelos lamentos, temos como certo que não é cama quente que lhe tira o tempo para postar. Vá lá, o pessoal gosta do nonsense. :)

jg disse...

Eu seja cego se percebo porque raio andas tu a perder tempo na indústria das leis.
Com a imaginação que possuis criavas um governo sombra com mt mais brilho que a xaxada que nos governa.

Anónimo disse...

SETE SEMANAS E MEIA..

A NÃO PERDER.

Anónimo disse...

Cabedal!!! Ui, ui!! ;)

eXTReMe Tracker