quinta-feira, janeiro 15, 2009

2009

Bom ano, meus amigos e inimigos também.

Ah devo dizer que há regras que não mudam, e como tal eu continuo a reconhecer-me o direito de escrever o que quero por aqui, afinal todos temos de ter um quarto-de-banho à medida, e reservo-me o direito de só publicar os comentários que me interessam.
Por aqui o Fidel sou eu!
Mas no entanto não posso deixar de me referir a um comentário que eliminei... só porque não quero deixar de avisar a pessoa do grande mal que lhe vai acontecer.
Ora recebo eu um comentário anónimo, como devia ser, com os dizeres «que 2009 te façam menos p***».
Comentário que agradeço e que devo dizer que não devolvo... antes desejo, que em 2009 tenha uma vida sexual tão activa como a que eu tive em 2008!
Parabéns acabou de perder a sua vida sexual!
Com os melhores cumprimentos dass

9 comentários:

Anónimo disse...

P com 3*, quer dizer o quê? Pata? ;)

Mas se é justo reconhecer a alarvidade, obrigatório se torna criticar a retribuição!
Dass!!!

;)

As suas crónicas são giras. É bom tê-la de volta.

Beijo.

catarina disse...

Um comentário desses só pode ter vindo de uma gaja! lllooolloll

Minha querida, os cães ladram e a caravana passa. ;)

beijocas

Anónimo disse...

E deixe de andar quase nua pela casa!!!

Pela sua saúde ( e pela minha!!)!!! :)

Anónimo disse...

Da próxima vez que me cruzar consigo, não vou conseguir evitar a observação com olhos de "radiografia". :)

Anónimo disse...

E se me sai uma coisa amarela em fundo vermelho, a exclamar "what a lovely pussy cat"...não vou seguramente evitar a gargalhada. :)

jg disse...

Cheguei a temer que a falta de um paredão a norte tivesse arrastado o teu blogue para sul.
Vá lá. Desta vez a coisa correu-me de feição e, ao que me é dado a ler, continuas aquela soda cáustica deliciosa.
Manda brasa!!!

jg disse...

Esqueci-me de te avisar que vou adoptar (caguei em acordos ortográficos) a tua do "aqui o Fidel sou eu".
E não te vou pagar um tusto pelos direitos de autor.
Pode ser que um dia nos cruzemos e eu ofereço-te um daqueles licores que tanto gabas!

jg disse...

Como não é devido, nem legítimo, abandalhar a classe sintáctica e o rigor gramatical deste blogue, convém esclarecer que o aparente desleixe na frase "Pode ser que um dia nos cruzemos e eu ofereço-te um daqueles licores que tanto gabas!" (não sei fazer itálico) o "ofereço-te", no presente, é para reforçar a acção e não a deixar, ao acaso, no "condicional".
Poderia algum comentador vir atirar piadas caso tivesse escrito "Pode ser que um dia nos cruzemos e eu te ofereça um daqueles licores que tanto gabas!

Paulo Dâmaso disse...

Que 2009 te façam menos PURA?? Oh meu deus, esta gente é demais! Agora querem que te tornes pecadora? ahahahah

Beijo meu**

eXTReMe Tracker