terça-feira, fevereiro 17, 2009

Urgência veterinária.

Há coisas que, de certeza, não me acontecem só a mim... mas a mim acontecem com um bocadinho mais de frequência.
Encontrei a minha gatinha doente, muito mal, a gemer, quase sem andar, barriga dilatada... desmarco o trabalho, vou de urgência para o veterinário, e invisto uns euros para manter a dignidade enquanto me é dito que a doença grave era... cio!
dass
P.S. bem podes miar... cá em casa é celibato!

7 comentários:

Capitão Merda disse...

Celibato?!
Isso faz-se à pobre da bichana?
Olha que ela fica agressiva...

Paulo Dâmaso disse...

ah ah
tens que soltar a gata...
Beijo meu**

Simplesmente eu... disse...

E fica nesse estado?!
Possa!

Manuel disse...

uma cotonete alivia...a gata.
Só em nome do respeito pelos direitos dos animais.

Anónimo disse...

ficam, até se poêm agachadas, de rabo espichado a ver se as montam, para as acalmar é fazer festas no dorso, próximo do rabo, é vê-las todas satisfeitas a rebolarem-se pelo chão, mas depende da raça, umas são mais dificeis de aturar, por exemplo as persas são uma doçura

S o f i a disse...

Bem visto... também é uma doença ;)

Anónimo disse...

Olha D. Dassssssssssssssssss dá-lhe Migraleve porque a bichana estava com uma baita de uma enxaqueca, falta de queca que ataca desalmadamente a cabeça. mulher sofre.
Cumprimentos da
Abelhaferrona

eXTReMe Tracker